27 de jul de 2011

Um tributo à canção cearense


A idéia do disco Praia Lírica surgiu lá por 2007, 2006. Eu sentia saudade (ainda sinto) e vontade de cantar e ouvir canções arrebatadoras, daquelas que tocam a alma da gente de um jeito visceral.
Sou daquelas pessoas que ouviam rádio nos anos 70. Lembro do impacto que foi ouvir o lançamento de “Como Nossos Pais”, de Belchior, na voz de Elis Regina. Numa emissora de Fortaleza, CE. Aquilo não foi simplesmente uma audição, era uma verdadeira experiência. Gosto de mergulhar fundo numa canção. Logo comecei a pensar nas letras de Bob Dylan, nas referências da música. E tem sido assim no meu trabalho.
Comecei a pensar nas obras da chamada geração “Pessoal do Ceará”, pródiga de grandes letristas e suas canções encharcadas de melancolia. Ah, isso é a minha cara. Eu sou do blues, não tem jeito.
E percebi que sabia muitas das letras, que cantava sozinha, pra mim mesma, baixinho.
O disco traz 12 músicas. Difícil escolher num repertório tão vasto. Foi a memória afetiva que me guiou.
O projeto foi amadurecendo. Ganhou a parceria da Maira Sales, produtora, e do Fernando Moura, autor dos arranjos.
Um disco de voz e piano. Difícil e prazeroso de fazer.

O lançamento será dia 29 de julho, no Teatro José de Alencar, às 20 horas. Com portas abertas para todos vocês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário