9 de ago de 2010

Jânio Florêncio

Natural de Fortaleza-Ceará, Jânio Florêncio é um artista autodidata e plural. Ator, escritor, cantor, compositor, educador infantil... Já aos 11 anos compunha suas primeiras canções e experimentava tocar alguns instrumentos musicais. Sempre eclético, desenvolve hoje trabalhos diretamente relacionados ao teatro, música e educação. Na adolescência, ingressou em algumas bandas de pop rock que faziam covers de várias outras bandas conhecidas no cenário musical. Trabalhou com vários grupos teatrais de Fortaleza. Integrou um grupo de jovens atores chamado Impressões Teatrais onde, além de um obter um crescimento pessoal relevante, recebeu vários prêmios de interpretação. Também atuou no famoso grupo Balaio de teatro onde também se destacou. Atualmente, é professor de musicalização infantil, teatro, violão e guitarra.

Jânio Florêncio sempre prezou pelo trabalho autoral e assim chocava-se de frente com a tendência existente entre o fim dos anos 80 e início dos anos 90 na capital onde as bandas só encontrariam destaque dedicando-se a trabalhos de natureza cover .Hoje trabalha num projeto musical autoral voltado para ritmos bem variados, mixando-os ao eletroacústico experimental e não se prendendo a apenas uma vertente rítmica e explorando assim novas possibilidades sonoras. Também integra a banda SAMBAHEMPCLUBE que tem uma notável participação na cena musical de nossa cidade. Jânio Florêncio é o vocalista.

O processo musical deste projeto tem início a partir do desejo de entoar o samba de forma reinventada. Deslumbrado, o artista interessa-se de maneira arrebatadora pela amplitude proposta na música eletrônica, deparando-se com uma nova gama criativa, repleta de possibilidades. Tendo como mecanismos iniciais um violão, softwares que permitem a criação, gravação e reprodução de canções, samplers e loops, Jânio cria as harmonias, melodias e letras e as idealiza rebuscando outra forma de fazer samba. Juntamente com seu produtor musical, Ivan Timbó que, munido de mais parafernálias eletrônicas e outros instrumentos acústicos, dão vida a esse ELETROMIDIVIRTUÁUDIOSAMBA (título do álbum). Os timbres orgânicos e eletrônicos são revisados com minúcia buscando uma melhor qualidade sonora para as malhas. Inúmeras audições das pistas são feitas com cautela obtendo-se assim a satisfação do artista no que se refere a sonoridade desejada dentro de uma idéia filosófica e conceitual em cada faixa bem como sua reverberação na apreciação pública. As letras suscitam inquietações, fantasias, perspectivas, saudade, o amor...

O álbum já está praticamente pronto e deve mesmo sair ainda este ano. Em estúdio, Jânio Florêncio ajusta os últimos detalhes antes da mixagem e da masterização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário